1. What is Startup Lisboa?

Startup Lisboa is an incubator for startup companies, based in Lisbon's downtown (Baixa) that currently has two historical buildings with workspaces to welcome entrepreneurs and startup companies in Tech, Commerce and Tourism areas. It was born from the will of citizens, by being one of the most voted ideas in the Lisbon Participative Budget, an initiative of the Municipality of Lisbon. Founded in 2011, it is a private nonprofit association, which counts on three founding entities: Lisbon Municipality, IAPMEI and Montepio.
It opened the doors of its first building in February 2012, on Rua da Prata, 80, and in the summer of 2015 opened its second building, located in the same street.

2. How we do it?  

Startup Lisboa supports the development and growth of the incubated startups, helping them to attract customers and investors, to scale up and become global.  Its incubation model includes the assignment of workspaces with a cost below market value. Also, Startup Lisboa establishes a link to mentors (founders, CEO, specialists) to help entrepreneurs develop their business; provides access to partners that offer or make available at a lower price specialized services; connects entrepreneurs to business angels,  venture capital investors and other top financing sources; promotes the knowledge sharing between the entrepreneurs, and networking events, like workshops and mentoring sessions.

3. What is a startup?  

A startup is a new company, even embryonic or still in the seed stage, which promotes a promising project, related to the development of an innovative business idea. Usually is technology­ based, but not necessarily, and it is based on an entrepreneurial spirit, in constant search for an innovative business model. Startup companies are distinguished from others by creating highly scalable business models, based on innovative ideas. Startups are not only internet companies, although they are in that field more frequently  since the costs of creating a software company are lower than creating a “physical” industry or business. Beyond being a young company and launching an innovative idea in the market, another characteristic of a startup is having risk involved in the business, but usually it is also an enterprise with lower initial costs and it's highly scalable, i.e., has an expectation of major growth when successful. 
One of our favourite definitions is from Paul Graham: “A startup is a company designed to grow fast. Being newly founded does not in itself make a company a startup. Nor it is necessary for a startup to work on technology, or take venture funding, or have some sort of ‘exit’. The only essential thing is growth. Everything else we associate with startups follows from growth”.

4. Can I rent a workspace in Startup Lisboa?

No. Startup Lisboa is not an office center, it is an incubator, so to be incubated and get access to our support services you must apply.

5. How can I aplly to Startup Lisboa?

To apply to Startup Lisboa, you should go to the “Apply” area on the site, complete and submit the online form.

6. How long does it take to GET A responSE to my application?

It depends on the volume of applications we are receiving at the time, but within one or two months you will have an answer, either negative or positive. The answer is communicated by email.

7. Who is assessing the applications to Startup Lisboa?

Applications are assessed by a jury consisting of leading members of Startup Lisboa, mentors, businessmen, investors and some experienced entrepreneurs whose startups have already achieved a certain level of development.

8. What are the assessing criteria for applications to Startup Lisboa? 

The project will be analyzed considering the following evaluation criteria which must be met in full:
– Project with an innovative product / service;
– Product / service with global character, that is scalable;
– Reasonableness and feasibility of the project submitted;
– Capacity of implementation by the promoting team;
– Contribution to a greater competitiveness and innovation of the city of Lisbon;
– Having financial sustainability and big growth potential.
Appreciation criteria are:
– Product / service developed by the promoter / team of promoters;
– Creation of employment;
– Project that looks into the urban regeneration of the city of Lisbon.

9. I have not yet a constituted company, can I apply?

Yes. We select projects in several stages. You may not have the company constituted already and be still developing your product, or it may be a company that is already on the market, since it has no more than three years of activity

10. Which are the requirements to apply to Startup Lisboa?

Individual promoters of a business project may apply as well as companies within three years of existence.

11. Which type of projects are not accepted?

Not all new businesses are startups or fall within the scope of Startup Lisboa. For example, a hairdresser or a pastry, even if they are just starting out and have less than 3 years of activity, can only be considered startup, if they have a scalable business model; that is, being scalable is the key to a startup, means having increasingly growing revenue with minimal additional cost.

12. My business is not technological. Can I apply?

Yes. Not all startups have to be tech-based. We also select innovative projects in commerce and tourism, both digital and traditional.

13. In case my application is accepted, what is the monthly rent?

Startup Lisboa doesn’t charge rent, only the cost of some service,  which translates into a monthly fee that covers about 10% of the costs, the remainder is supported by founding entities  and sponsors. The monthly fee is calculated according to the type of incubation;  physical incubation (occupation of workspace), it depends on the area that will be occupied. If virtual incubation (has access to all services, but does not occupy  workspace and has its own office elsewhere), there is a fixed fee, which is communicated at the time of acceptance of the application.

14. I only intend to be virtually incubated. Do I have to apply?

Yes, always. Projects are selected based on their quality, experience of the team, market attraction capacity, value generation potential and innovation model, among other factors, rather than the availability of our physical workspaces. 

15. In case I’m not accepted, can I apply again?

Yes. There is no limit to the number of times you can apply as you can improve your project or undertake their projects.

16. I have a business idea, but I have no business plan and I'm still developing the product. Can I apply?

Yes.  You may only have a business idea when applying, yet it is valued that part of the product has already been  developed or a market test has been carried out; these are factors that we consider more important  than the business plan itself. 

17. Can Startup Lisboa invest in my startup?  

No. Startup Lisboa doesn’t invest in the startup companies, and does not take any equity. Its support in this field is to facilitate the contact with investors and other financing sources, helping entrepreneurs connect with investors (business angels, venture capital, etc.) and attract investment for their business.

18. I have a business idea but do not have a constituted team. Does Startup Lisboa help at this stage?  

No. Startup Lisboa is a business incubator, not an accelerator or acceleration program. If you have not yet formed a team you must enlist for acceleration programs and for other entities that have this mission and organize training activity in this field. See all entities forming the entrepreneurial ecosystem in Lisbon: http://www.incubadoraslisboa.pt/ 

19. If my project is accepted for incubation, how long can I stay in Startup Lisboa?  

The maximum period of permanence of entities incubated in the incubator is 3 years.  However, the startup must leave the incubator when:  
– Finishing  the maximum incubation period of 3 years;  
– There is a breach of any clause in the service contract to be agreed between the parties;  
– There is failure to pay the incubator or any mandatory provision to the State;  
– There is significant change to the initial objectives that originated the application to the incubator;  
– There is insolvency of the incubated company;  
– There is temporary cessation of the company’s activity;  
– On the initiative of the company duly justified;  
– The incubator is no longer able to meet the  growing space  requirements of the entity incubated.  

20. I'm not a Portuguese citizen, can I apply to Startup Lisboa?

Yes. Citizens of all nationalities can apply. 

1. O que é a Startup Lisboa?

A Startup Lisboa é uma incubadora de empresas, sediada na Baixa de Lisboa e que conta actualmente com dois edifícios históricos reabilitados com espaços de trabalho para acolher empreendedores e startups nas áreas Tech, Comércio e Turismo. Nasceu da vontade dos cidadãos, ao ter sido uma das ideias mais votadas no Orçamento Participativo de Lisboa, uma iniciativa da Câmara Municipal de Lisboa. Criada em 2011, trata-se de uma associação privada sem fins lucrativos, que conta com três entidades fundadoras: Câmara Municipal de Lisboa, IAPMEI e Montepio. Abriu as portas do seu primeiro edifício em fevereiro de 2012, na Rua da Prata, n.º 80, e no verão de 2015 inaugurou o segundo edifício, também na Rua da Prata, n.º 81. 

O que é que fazemos?

A Startup Lisboa apoia o desenvolvimento e o crescimento das startups que estão incubadas, ajudando-as a atrair clientes, investimento, a escalarem e a tornarem-se globais. O seu modelo de incubação inclui a cedência de espaços de trabalho a um custo abaixo do valor de mercado. Mas mais do que isso, a Startup Lisboa estabelece a ligação a mentores (fundadores de empresas, CEO ou especialistas) para ajudar os empreendedores a desenvolverem o seu negócio; providencia o acesso a parceirias e benefícios que oferecem ou disponibilizam a um custo mais baixo serviços especializados; conecta os empreendedores a business angels, investidores de capitais de risco e outras fontes de financiamento; promove a partilha de conhecimento entre os incubados e organiza actividades e eventos de networking, como workshops e
sessões de mentoring.

3. O que é uma startup?

Uma startup é uma empresa nova, até mesmo embrionária ou ainda em fase de constituição, que promove um projeto promissor, ligado ao desenvolvimento de uma ideia inovadora de negócio. Normalmente tem uma base tecnológica, mas não obrigatoriamente, e assenta num espírito empreendedor e numa constante busca dum modelo de negócio inovador. As empresas startups distinguem-se das demais por criar modelos de negócio altamente escaláveis, a partir de ideias inovadoras. As startups não são somente empresas de internet, embora seja mais frequente estarem nesse sector porque os custos de criar uma empresa de software são mais baixos do que criar uma indústria ou um negócio mais “físico”. Por ser uma empresa jovem e estar a lançar no mercado uma ideia inovadora, outra das características de uma startup é possuir risco envolvido no negócio, mas é também normalmente um empreendimento com baixos custos iniciais e altamente escalável, ou seja, possui uma expectativa de crescimento muito grande quando é bem sucedida.
Startup (Lisboa) é também o nome que a nossa incubadora escolheu, o que às vezes cria alguma confusão, havendo já quem tenha escrito: "uma startup é uma incubadora"! 
Uma das definições que preferimos é a de um dos principais mentores nesta área, Paul Graham: “A startup is a company designed to grow fast. Being newly founded does not in itself make a company a startup. Nor is it necessary for a startup to work on technology, or take venture funding, or have some sort of ‘exit’. The only essential thing is growth. Everything else we associate with startups follows from growth”.

4. Posso alugar um espaço de trabalho na SL?

Não. A Startup Lisboa não é um centro de escritórios, é uma incubadora, pelo que para estar incubado e ter acesso aos nossos serviços de apoio tem de candidatar o seu projeto.

5. Como faço para candidatar-me à SL?

Para candidatar-se à Startup Lisboa, deve ir à área “Apply” do site, preencher e submeter o formulário online. Pode fazê-lo em português.

6. Quanto tempo demoram a responder à minha candidatura?

Depende do volume de candidaturas que estivermos a receber no momento, mas no prazo máximo de um/dois meses terá uma resposta, quer seja negativa quer seja positiva. A resposta é comunicada via e-mail.

7. Quem é que avalia as candidaturas à SL?

As candidaturas são avaliadas por um júri, constituído por membros da direção da Startup Lisboa, por mentores, empresários, investidores e por alguns empreendedores mais experientes, cujas startups já atingiram um certo nível de desenvolvimento.

8. Quais são os critérios de avaliação das candidaturas à SL?

O projecto será analisado considerando os seguintes critérios de avaliação, os quais têm que ser cumpridos na totalidade:

– Projecto com produto / serviço inovador no sector das Tecnologias de Informação (com preferência de projetos web, mobile e software) ou nos sectores do Comércio, serviços e Turismo;
– Produto / serviço com carácter global, ou seja, que seja escalável;
– Razoabilidade e exequibilidade do projecto apresentado;
– Capacidade de implementação por parte da equipa promotora;
– Que contribua para uma maior competitividade e inovação da cidade de Lisboa;
– Ter sustentabilidade financeira e grande potencial de crescimento.
São critérios de valorização:
– O produto / serviço ser desenvolvido pelo promotor / equipa de promotores;
– Criação de postos de trabalho;
– Projecto que se debruce sobre a reabilitação urbana da cidade de Lisboa.

9. Ainda não tenho empresa constituída, posso candidatar-me?

Sim. Seleccionamos projetos em várias fases. Pode não ter a empresa constituída e estar apenas ainda a desenvolver o seu produto, ou pode ser uma empresa que já está no mercado, desde que tenha no máximo três anos de actividade.

10. Quais são os requisitos para candidatar-me à SL?

Poderão candidatar-se pessoas singulares promotores de um projecto empresarial, bem como empresas até três anos de existência.

11. Qual o tipo de projetos que não é aceite?

Nem todas as empresas novas são startups ou se enquadram no âmbito da Startup Lisboa, mesmo que estejam a começar e tenham menos de 3 anos de actividade. Só são consideradas startups se tiverem um modelo de negócio escalável; ou seja, ser escalável é a chave de uma startup, significa crescer cada vez mais em receita, mas crescer o mínimo possível em custos. 

12. O meu negócio não é tecnológico. Posso candidatar-me?

Sim. Nem todas as startups têm de ser de base tech. Seleccionamos projectos inovadores nas áreas de turismo e comércio, tanto digitais como tradicionais. 

13. Caso a minha candidatura seja aceite, qual o valor da renda mensal?

A Startup Lisboa não cobra renda, somente o custo de alguns serviços, o que se traduz num fee mensal que cobre cerca de 10% dos custos, sendo o restante suportado pelas entidades fundadoras e patrocinadores. O fee mensal é calculado em função do tipo de incubação; se for incubação física (ocupação de espaço de trabalho), depende da área que vai ocupar. Se for incubação virtual (tem acesso a todos os serviços, mas tem escritório próprio noutro local), existe um valor fixo, que é comunicado na altura da aceitação da candidatura.

14. Só quero estar incubado virtualmente. Tenho de candidatar-me?

Sim, sempre. Os projectos são seleccionados em função da sua qualidade, experiência da equipa, modelo de inovação, entre outros factores, não pela disponibilidade dos nossos espaços físicos de trabalho.

15. Caso não seja aceite, posso candidatar-me outra vez?

Sim. Não há limite para o número de vezes que pode candidatar-se, pois pode melhorar o seu projeto ou empreender outro.

16. Tenho uma ideia de negócio, mas não tenho Plano de Negócios e ainda estou a desenvolver o produto. Posso candidatar-me?

Sim. Para se candidatar pode ter apenas uma ideia de negócio, contudo é valorizado que já tenha sido desenvolvido parte do produto ou efectuado teste ao mercado; factores que consideramos mais importantes que o próprio Plano de Negócios

17. A SL pode investir na minha startup?

Não. A Startup Lisboa não investe nas startups, nem fica com nenhuma equity. O seu apoio nesse campo está em potenciar o contacto com investidores e outras formas de financiamento, ajudando os empreendedores a conectar-se com investidores (business angels, capitais de risco, etc.) e a atrair investimento para os seus negócios.

18. Tenho uma ideia de negócio, mas não tenho equipa. A SL ajuda nessa fase?

Não. A Startup Lisboa é uma incubadora de empresas, não uma aceleradora ou programa de aceleração. Se ainda não tem equipa constituída, deve recorrer a programas de aceleração e de sensibilização para o empreendedorismo de entidades que promovem formação nesse campo. Consulte o ecossistema empreendedor de Lisboa em: http://www.incubadoraslisboa.pt/

19. Caso o meu projeto seja aceite, quanto tempo posso ficar na SL?

O prazo de permanência máxima na incubadora é de 3 anos.
No entanto, a startup deverá sair da incubadora quando: 
- Terminar o prazo máximo de incubação de 3 anos;
- Houver infracção a qualquer cláusula do contrato de prestação
de serviços a estabelecer entre as partes; 
- Se verificar incumprimento no pagamento à incubadora ou de
qualquer prestação obrigatória ao Estado;  
- Se verificarem alterações significativas aos objectivos iniciais
que deram origem à candidatura à incubadora;
- Se verificar a insolvência da empresa incubada;
- Se verificar cessação temporária de actividade da empresa;
- Por iniciativa da empresa;
- Se a incubadora já não conseguir responder às necessidades
de crescimento de espaço por parte da startup.

20. Não sou cidadão português,
posso candidatar-me à SL?

Sim. A Startup Lisboa é uma incubadora com vocação internacional. 
Podem candidatar-se cidadãos de todas as nacionalidades.